Fragmentos


 

Quão bem conhecemos Serralves?

Trata-se de um espaço icónico, reconhecível por muitos, mas até que ponto o conhecemos ao pormenor? Mesmo através de uma imagem desfocada, os seus espaços podem ser facilmente identificáveis.

É a partir de uma fotografia desfocada que pretendo dar a conhecer o todo, o geral, as linhas orientadoras mais fortes, sem ter em conta o detalhe. Como se fosse a representação da nossa memória, cheia de lacunas, com falta de informação. E, noutras fotografias, como peças de “fragmentos”, nítidas, passar para o particular, para o pormenor, colmatando as falhas.